Para que fazemos sexo?

Fazer sexo é importante para a grande maioria das pessoas, de acordo com a pesquisa Mosaico 2.0 realizada com 3000 brasileiros, 95,3% responderam que sexo era importante ou muito importante, e num outro levantamento 39,5% dos brasileiros disseram sua importância se equiparava à conseguir respirar.

A própria ciência vem comprovando seus benefícios que vão desde a diminuição do estresse à regulação hormonal. E o que para uns parece exagero tais dados, para outros certamente chegaria a um percentual muito maior.

Segundo a OMS “o sexo é um dos pilares que sustentam a qualidade de vida do ser humano. Ele faz parte do grupo de necessidades básicas, como dormir, comer, beber ou ter moradia”.

Você aprovando ou não a prática, esta comprovado que o sexo melhora sim a qualidade de vida, pois sustenta a autoestima, melhora o humor, reduz a depressão e estimula o dar e receber amor, consequentemente, potencializa o afeto e a aproximação entre os parceiros.

Apesar dessa representatividade gritante da importância disso em nossas vidas, o que fica martelando em nossa cabeça é: se sexo é claramente tão importante por que boa parte das mulheres sexualmente ativas estão insatisfeitas?

Fazer sexo (no modelo ocidental), propriamente dito é o mesmo que praticar exercício físico de médio a alto impacto e uma certa resistência, causando canseira, sudorese e certa disponibilidade de tempo. Realmente nada convidativo!

Mas fazer sexo com o intuito de se obter prazer, relaxamento e certa conexão afetiva, desperta vontade e aumenta o desejo, fatores que mudam todo o cenário.

No entanto, infelizmente mais de 10% das mulheres, nunca chegaram ao orgasmo, 40% sentem dor na relação, isso sem falar dos problemas socioculturais que impõem limitações do que é e o que não é descente, apropriado ou lícito quando se trata de formas de se obter satisfação sexual.

A padronização de como se deve performar para dar ou obter prazer, advinda muitas vezes da indústria pornográfica problematiza ainda mais a situação, pois coloca a mulher numa posição unicamente de servir.

Então, como resolver ou ao menos minimizar o impacto de tantas interferências que desfavorecem a obtenção do tão almejado prazer através do sexo?!

Vamos à alguns pontos importantes:

  • Procurar ajuda com profissionais especializados
  • Conhecer seu corpo, entendendo quais são os lugares de maior prazer
  • Buscar informações de fontes confiáveis
  • Ter uma educação sexual desrepressora
  • Entender que cada corpo é um universo a ser explorado e descoberto
  • Conversar sobre sexo entendendo que esse assunto faz parte de nossas vidas assim como se alimentar

Reconhecer que seu prazer também deve ser prioridade na sua vida é fator primordial para que o sexo se torne um meio gostoso, agradável e desejável.

Texto de  Andresa Buchud

Sexóloga Life/ Coach

@andresa.buchud

06/09/2020

Leia mais na Com Sensual:

POR QUE ELAS NÃO GOSTAM DE SEXO?

DICAS INCRÍVEIS PARA MELHORAR A VIDA SEXUAL DOS CASAIS!

DESCUBRA A MASSAGEM TÂNTRICA E SEUS BENEFÍCIOS

deixe o seu comentário

UM LANÇAMENTO ESPECIAL
DA NOSSA LOJA COM SENSUAL.


Não esqueça de nos acompanhar nas redes sociais

Email

Nome

Sobrenome

Todos os campos são obrigatórios